Instalações

FESTIVAL BAIRRO EM FESTA // 23 a 26-09-2021

Injustaposição

Injustaposição é composta por 3 peças: Unfair Graphic, Filtro e Camadas. Na obra o artista trabalha a partir do conceito de sobreposição, transparência e opacidade.

Sobreposição é um marcador que caracteriza a prática da arte urbana. A efemeridade de uma obra dura o tempo de ser coberta por outro objeto qualquer. A sua existência permanece disponível até que seja suprimida por uma nova camada de papel ou de tinta. Nesta instalação, Rod invoca a sua experiência no campo da arte urbana como ponto de partida para criar camadas simbólicas de ontologias coloniais que se justapõem às identidades das pessoas negras. O artista utiliza o grafismo das palavras e de símbolos ao se apropriar de materiais transparentes e opacos a fim de elaborar um objecto estético que convoca a justaposição de imagens como elemento central que se cola e ofusca a figura do próprio autor. No jogo das camadas, Rod quer provocar a sensação de densidade e de bloqueio da visão causada por simbologias que se põem à frente da figura humana das pessoas negras como um muro de papéis embaçados. Neste jogo entre a transparência e a opacidade o artista tenta recuperar também a uma questão fulcral do trabalho de Édouard Glissant: o opaco revela-se como protesto ao mito da clareza como símbolo de clarividência social sobre a vida. Assim, Injustaposição é também um convite à escavação social. A supressão das camadas, torna mais visível o que está encoberto.

Ficha Técnica

Concepção: ROD
Montagem e Instalação: Pedro Jardim  e Dusty Whistles
Foto: Bruno Saavedra
Realização: Largo Residências
Fotografias: Edoardo Brusco; 
Agradecimentos: Corvus; Vitor Sérgio Ferreira; Camila Teles.